Pesquisar este blog

terça-feira, 20 de setembro de 2011

144. Enquanto espero você no MSN


Gosto das plaquinhas do MSN. Coisa boa é quando aquela, tão esperada, aparece de sobressalto. Até mesmo a angustiazinha provocada pela expectativa, às vezes frustrada, que ela suba. Quem nunca ficou enrolando na internet só para esperar aquela plaquinha subir, não sabe o que é ansiedade.

Assim que sobe, nasce uma nova expectativa. Que se abra em janela na nossa tela com alguma pergunta que pretendemos transformar em uma longa conversa. Quando isso acontece, já não vemos mais nenhum desses pequenos lembretes subirem. E esperamos que esse não desça tão cedo.

E segue a dinâmica das plaquinhas de MSN. Oscilando entre dias de mais e menos expectativas, de acordo a nossa disponibilidade de tempo. Mas, quem nunca mudou sua rotina para esperar uma plaquinha subir, não sabe o que é dar prioridade.

Todavia, o que mais gosto delas, é que mudam. Ou melhor, mudamos. De repente, uma plaquinha sobe e nem nos damos conta. Torna-se só mais uma. Ou deixa de subir, porque já foi excluída há tempos...

Mas, quando uma ex-a-plaquinha sobe e conseguimos perceber que não nos causa mais impacto, achamos até graça. E fica confirmado que tudo passa. Provavelmente cansamos de tratar como Halls quem nos tratou como balinha de troco.* Ou perdeu a graça mesmo. As longas conversas tornaram-se longas demais, sérias, cansativas, vazias... Ou a concorrência venceu.

Pode ser que, enquanto lê esse texto, você esteja sofrendo de ansiedade esperando a plaquinha subir. Ou me fazendo esperar. Ou esperando por mim.  Ou indiferente a qualquer lembrete do seu MSN.

Se o caso for o da espera, entreta-se com outras coisas. De preferência com as suas coisas. “A espera é sempre didática”**. Há vários bons motivos para nossos desejos não serem realizados, ou serem adiados. É só esperar para ver. Uma saudadezinha não faz mal a ninguém. E as outras plaquinhas não param de subir. Talvez uma delas eleja a sua.  

Se ela não subir, seu precioso tempo foi bem investido. 

Se ela subir... que que você está fazendo aqui ainda que não foi aproveitar?

** autora da frase: Thaís Machado,  ABUB, CF/Moc-2007 


Um comentário:

  1. Ah, sei bem... e como a espera é didática! rsrs #saudades

    ResponderExcluir